SEMANA LEGISLATIVA – de 01 á 05 de Abril de 2019.

Semana Legislativa de 01 a 05 de Abril

Na semana anterior o Dr. Wolmir participou da entrega de um veículo para o Instituto Construindo um Lugar Seguro, que facilitará o trabalho e atendimento da instituição.
Além de propiciar um lugar seguro, o Instituto tem por objetivo capacitar e assessorar as equipes que atuam na área de defesa e garantia de direitos à crianças e adolescentes, com uma metodologia que inclui dinâmicas, vivências e jogos educativos, promovendo conhecimentos sobre o enfrentamento aos abusos infantis e às violências, visando a redução dos índices de violência infantojuvenil.
As capacitações e assessoramento ofertados aos diversos atores sociais pelo Instituto Construindo um Lugar Seguro visa o aumento da participação social e o fortalecimento do protagonismo dos usuários na conquista do espaço seguro para a proteção social.
Trabalho belíssimo realizado pela Sra. Regina Rempel, que é Assistente Social e possui um longo currículo e experiência nessas atividades.

Fechando o mês de março, no domingo à noite, o vereador e a esposa Dra. Fernanda estiveram presentes à celebração de aniversário da IEQ do Pilarzinho. O Dr. Wolmir entregou uma menção honrosa aos pastores Rogério e Fabiane Palma, pelos 10 anos de ministério.

Na sessão plenária de segunda-feira, dia 01 de abril foi aprovada em primeiro turno pela Câmara Municipal de Curitiba (CMC) a flexibilização da contratação de temporários na administração pública da cidade. O debate foi acompanhado pelos sindicatos do funcionalismo e a votação em segundo turno ficou para o dia 15 de abril.

À tarde, o vereador recebeu no gabinete, a visita do Pr. Fabiano de Oliveira, que reside em Vila Velha, no Estado do Espírito Santo e trabalha com a revista Aliançados.

Na sessão plenária de 02 de abril, foi aprovado o projeto de Lei do Dr. Wolmir, que institui a data comemorativa da inauguração do Corpo de Bombeiros no Paraná, a ser celebrada no dia 08 de outubro, passando a integrar o calendário oficial de eventos do município de Curitiba. Ao falar sobre o projeto, o Dr. Wolmir expôs a forma pela qual o Corpo de Bombeiros teve o seu início na Capital do Paraná. Dom Pedro II, em passagem por Curitiba, no ano de 1880, sugeriu que fosse criada uma força para prevenção e combate a incêndios. Para isso, ele destinou recursos que foram repassados à Câmara Municipal de Curitiba, que então adquiriu uma bomba de incêndios. Após a Proclamação da República, em 1894, foi autorizada a criação de uma Seção de Bombeiros Municipais, que deveria ser instalada no Quartel de Regimento de Segurança. Em ato contínuo, houve a Sociedade Teuto Brasileira de Bombeiros Voluntários, que combatia incêndios. Era formada de imigrantes alemães e durou de 1987 a 1901. No dia 08 de março de 1906, uma Lei Estadual determinou que uma Companhia do Regimento de Segurança voltasse a dar atendimento de combate a incêndios na cidade de Curitiba e em 23 de março foi instituído o Corpo de Bombeiro na Capital do Estado do Paraná. A comemoração em outubro se deve ao fato de que, a leitura da Ordem do Dia ocorreu somente em 08 de outubro de 1912, data em que iniciou-se efetivamente o trabalho do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Paraná.
O Dr. Wolmir destacou que, além do atendimento através do SIATE, o Corpo de Bombeiros, em alguns períodos, atuou como Força de Segurança, fazendo, inclusive, a guarda na sede do governo do Estado, no Palácio do Iguaçu e também o policiamento na Capital. Uma data que merece ser celebrada, tendo em vista o trabalho tão necessário e exemplar realizado por eles.

Em reunião na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), durante a tarde, entre os projetos acatados, destacou-se dois: o primeiro, é o que pretende implementar a exclusividade da bilhetagem eletrônica no transporte coletivo da capital, excluindo o uso de dinheiro para o pagamento de passagem. A proposta visa a agilidade nos serviços, com a implantação exclusiva da bilhetagem eletrônica nos pontos de acesso ao transporte coletivo. O segundo, é o projeto que obriga pet shops, clínicas veterinárias entre outros, a afixar cartazes conscientizando sobre adoção de animais de forma responsável.

Na sessão plenária de quarta-feira, dia 03, houve Audiência Pública para debates sobre a Lei de Zoneamento. Com 236 artigos, a proposta foi aprovada pela CCJ e tramitará por outras comissões da Câmara Municipal de Curitiba. Novos debates serão realizados pela CMC nos próximos meses e será disponibilizado um formulário na internet para que a população faça sugestões e comentários sobre o Zoneamento.

Também durante a sessão, a Câmara Municipal de Curitiba (CMC) recebeu na Tribuna Livre o gerente de atividades da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos da capital, Jonas Paulo Kusminski. Ele disse que a empresa Correios é amiga dos animais, porém, salientou que, em 2018 só em Curitiba ocorreram 21 mordeduras e que, nos três primeiros meses de 2019 já foram 6 casos na Capital. Que apesar de existir uma lei de proteção à mordedura canina, nem todos a cumprem. É preciso avanço nas conversas sobre prevenção e cuidados, e na conscientização para o cumprimento da lei.

Na sexta-feira, o Vereador esteve juntamente com o Prefeito de Curitiba Rafael Greca, na inauguração do nono CMAEE (Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado) da rede Municipal de Ensino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *