SEMANA LEGISLATIVA – 20 à 24 de maio de 2019

No sábado, dia 18 de maio, o Dr. Wolmir participou, juntamente com a esposa dra. Fernanda, da 25 ª Marcha para Jesus em Curitiba. Foi um sábado chuvoso, mas isso não impediu que a Marcha fosse um grande sucesso. Estima-se que cerca de 120 mil pessoas tenham participado do evento esse ano. Marcaram presença no evento o Governador Ratinho Junior, o prefeito de Curitiba Rafael Greca, o Vice-Prefeito Eduardo Pimentel, além de outros vereadores e autoridades. Muitas pessoas reunidas para louvar e declarar a sua fé em Jesus Cristo. Um dia muito especial para toda a comunidade cristã.

Na mesma data, à noite, o vereador e esposa estiveram em Paranaguá, participando do Congresso Estadual de Famílias Quadrangular – 2ª Etapa. Tempo precioso, dedicado ao aprendizado e a estar com os irmãos do Litoral.

Domingo (19), ao meio dia, ele e a esposa foram prestigiar a inauguração da casa de apoio da Associação Lutando pelo Bem – ALBEM, e também lhes entregar uma menção honrosa pela iniciativa. A casa se destina a receber as pessoas que vêm de várias cidades do nosso estado, ou até mesmo de outros, para receberam tratamentos médicos em Curitiba. Um trabalho extremamente oportuno e necessário, tendo em vista que muitas pessoas não têm onde ficar, e nem recursos financeiros para isso. Ótimo trabalho do pastor Jonas Lindner, da Erica Nickel e de toda a equipe envolvida nesse projeto.

20 de maio – Como vereador, presidente da Comissão de Saúde, o Dr. Wolmir visitou o Hospital Pequeno Príncipe para tomar conhecimento acerca do atendimento à população encaminhada pelo Sistema Único de Saúde, sobre a situação dos leitos e do atendimento geral que o hospital presta à comunidade. O diretor José Álvaro o colocou a par dos critérios que precisam ser seguidos nas diversas situações de necessidade. Uma vez que a capital dispõe de pediatras nas Unidades Básicas de Saúde e nas Unidades de Pronto Atendimento, em casos de urgências e emergências, é necessário que os pais as procurem primeiramente, para serem atendidos e então a Unidade fará o encaminhamento para o hospital. Isso é importante para que não haja sobrecarga no sistema de atendimento, caso como o ocorrido no dia 07 de maio em que foram 650 os atendimentos de forma geral, sendo que, 190 destes, foram encaminhados pelo SUS.

Na terça-feira, dia 21, recebeu parecer favorável da Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização, o projeto do Dr. Wolmir Aguiar que autoriza a Prefeitura de Curitiba a adotar cadastro biométrico dos 130 mil alunos matriculados na rede municipal de ensino. Foi admitido, também, pela Comissão, o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2020. Na quarta-feira, dia 29, termina o período de participação popular e a previsão é que o prazo para emendas parlamentares seja aberto na primeira semana de junho, sendo debatido antes em plenário. É estimado, para o ano de 2020, orçamento de 9,4 bilhões de reais, portanto, 3,4% acima do previsto. Teve também aval positivo o projeto que obriga a frota de transporte de passageiros por aplicativo a instalar nos veículos botão de pânico e câmera de monitoramento.
Na mesma data, reuniu-se a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que avaliou positivamente cinco proposições, dentre elas, a que garante a professores da rede pública e a seus filhos o desconto de 50% na taxa de inscrição de vestibulares realizados por instituições de ensino superior privadas da capital. Para ter acesso ao benefício, a pessoa necessita ser um profissional do magistério e apresentar a documentação comprovando o vínculo.

A Comissão de Saúde, Bem-Estar Social e Esporte, acatou na quarta-feira, (22), oito dos nove projetos avaliados, entre os quais, o que trata da publicação da lista de espera dos pacientes que aguardam por procedimentos eletivos nos estabelecimentos da rede pública de saúde da capital no site do Executivo. Essas listas deverão ser atualizadas a cada semana e trazer a ordem de inscrição dos pacientes, contendo a data da inscrição, o tipo de consulta, exame, cirurgia ou outro procedimento, bem como a estimativa de tempo de espera pelo atendimento. Quanto ao projeto que dispõe sobre o uso de cozinhas base compartilhadas para manipulação de alimentos de “food trucks”, o Dr. Wolmir Aguiar, que é presidente do colegiado, pediu mais informações à Secretaria Municipal de Saúde, uma vez que o tema diz respeito à Vigilância Sanitária. O Dr. Wolmir informou também que, em resposta ao seu pedido, os hospitais Pequeno Príncipe e Erasto Gaertner enviaram balanços referentes aos anos de 2017 e 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *